Morar

Amada, a gaivota aberta, jaz vazia
–  desejo na senzala existir

Ali, um caminho cruza
outro

Medo
afeta parede

Sal
habita o vale

Nu
o tempo pisa

Onda brisa úmida
– terra
amanhã

——————————–

Imagens: Heranças #3; Sem título; Nu em preto e branco #2 /// por Amanda Amaral.

Heloiza Abdalla

É poeta. Publica em 2015 seu primeiro livro – Ana Flor da Água da Terra –, pela Editora Iluminuras.

1 Comentário

  1. Silêncio

    Essas belas palavras eu não conhecia!

    Sal
    habita o vale

    Nu
    o tempo pisa

    Eu diria:

    Ser
    habita o vale

    Nu
    o Tempo pisa

Os comentários estão fechados.