Ana Flor da Água da Terra, de Heloiza Abdalla.

banner_ana_flor6

Ana Flor da Água da Terra, primeiro livro da poeta Heloiza Abdalla, conta em 37 poemas a narrativa de uma mulher em sua travessia com o tempo. Uma mulher busca silêncio, e em princípio teme, é perseguida por ele. Ana Flor vive partida, dor que traz o si. Numa dança muda, a crescente despedida. Na teia de saberes, saber nenhum, o percurso (osso), o mar.

“…se começou a ser escrito aos dezoito anos da autora, sua escrita, que se desdobra até os vinte e cinco, é uma concentrada elaboração da intimidade com os vazios, os tecidos e os desvãos que habitam as palavras. (…) O livro é feito de discretos motivos reverberantes, à maneira de um rarefeito romance íntimo do qual os fatos estão subtraídos, para que fique a nervura fina dos acontecimentos, os fatosinstantes que apenas instam, urgem, insistem, perguntam.”
José Miguel Wisnik

Heloiza é poeta. Formada em Ciências Sociais pela Unicamp, e no Centro de Estudos Psicanalíticos, dedica-se à pesquisa e à clínica. Estuda astrologia há muitos anos, e desde 2010 desenvolve projetos de arte e cultura com sua produtora Poema.

Imagem: Babi Vieira