Titulo Autor      


  noticias


sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Cenas de epifanias íntimas e estéticas em James Joyce

Por Mariana Ianelli*Epifanias, de James Joyce. Apresentação e tradução de Piero Eyben. Editora Iluminuras, 112 páginas. R$ 35 Cartas a Nora, de James Joyce. Org. de Dirce Waltrick do Amarante. Tradução de Sérgio Medeiros. Editora Iluminuras, 152 páginas. R$ 38 Não é Bloomsday, mas a recente onda de lançamentos de James Joyce nas livrarias aviva o espírito de comemoração da data entre seus admiradores. Além das reedições de títulos célebres, surgem agora, pela primeira vez em edição brasileira, textos que prometem uma calorosa recepção por parte dos “joyceanos”. “Cartas a Nora” e “Epifanias” (ambos pela Editora Iluminuras) dão uma pequena amostra do quanto ainda há por ser revelado sobre o escritor, cujo espólio, incluindo correspondência, rascunhos e notas pessoais, ganhou também a internet desde o início deste ano, por meio da Biblioteca Nacional da Irlanda, que disponibilizou para consulta virtual parte desses manuscritos. O clima de alvoroço no meio literário, todos os anos em 16 de junho, não só na Irlanda mas em vários lugares do mundo, tem motivos para se repetir com o lançamento de “Cartas a Nora”. Foi naquele dia, imortalizado em “Ulisses”, que se deu o primeiro encontro marcado entre Joyce e Nora Barnacle, em 1904. O prenúncio desse encontro, que o próprio autor mais tarde iria descrever em seus detalhes picantes, é registrado na carta de 15 de junho que abre a coletânea. A correspondência cobre três períodos da vida de Joyce: os anos de 1904 em Dublin, 1909 entre Pola, Roma e Trieste, e 1912. O livro traz ainda um apêndice com algumas cartas de Nora, além de apresentações de Sérgio Medeiros e Dirce Waltrick do Amarante, que assinam, respectivamente, a tradução e a organização do volume.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161