Titulo Autor      


  noticias


sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Um homem que não pensa como um mortal

Na tradução, Flávio Ribeiro de Oliveira preferiu a grafia de Aias à de Ajax. Na raiz grega, Aias ecoa uma interjeição de dor. Depois de Aquiles, Aias é o guerreiro grego mais valoroso. Quando Aquiles é morto em combate, Aias julga-se merecedor de suas armas, que são concedidas a Odisseu. Atacada sua honra, Aias pretende vingança - resta trucidar os responsáveis, antes aliados e hoje inimigos. A deusa Atenas coloca diante dos seus olhos "imagens extraviadoras". Demente, Aias ataca os rebanhos do exército, pensado que são seus inimigos. Era mais um castigo àquele que ofendeu aos deuses por duas vezes, ao pensar como um deus, quando não passava de um mortal, apesar de herói.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161