Titulo Autor      


  noticias


segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

"As pessoas deixaram de viver e querem apenas os três segundos do orgasmo", diz Sidney Rocha

Papo de escritor »

Autor cearense radicado no Recife critica a "supervalorização do instante" na sociedade. Fala, ainda, sobre literatura contemporânea, processo criativo, mercado editorial.

Em 2015, o romancista Sidney Rocha completa 40 anos de literatura e 50 anos de vida. Cearense radicado no Recife, ele começa o ano envolto em reflexões e prepara o lançamento de projetos importantes para o conjunto da própria obra. Nos próximos meses, publica Claro, escuro – primeiro volume da trilogia Gerônimo –, o livro de contos Guerra de ninguém, além de uma publicação ensaística sobre teatro de bonecos, escrita em parceria com autores amigos, entre eles Marcelino Freire, Ignácio de Loyola Brandão, José Eduardo Agualusa, Valter Hugo Mãe. Ainda este ano, Sidney verá o conto Castilho Hernandez – O cantor e sua solidão (“um texto que virou antológico, que todo mundo se interessa”) ser adaptado para a televisão, em um episódio da minissérie Conto que vejo, dirigido por Hilton Lacerda.

Em conversa informal com a reportagem do Viver, o escritor revelou trechos do romance inédito e falou sobre literatura contemporânea, processo criativo, mercado editorial, entre outros assuntos. Sidney Rocha é autor de Sofia, Matriuska, O destino das metáforas, com o qual venceu o Jabuti, em 2012.


Fonte: Diario de Pernambuco


EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161