Titulo Autor      


  noticias


segunda-feira, 29 de junho de 2015

Livros e mostra em SP celebram centenário de Roland Barthes

Fonte: Ilustrada - Folha de S. Paulo

No ano em que se comemora seu centenário, Roland Barthes (1915-1980) é tema de exposição em São Paulo e de pelo menos dois livros que acabam de ser lançados. O pensador francês é autor do ensaio "Fragmentos de um Discurso Amoroso" (Martins Fontes), de 1977, best-seller que o elevou à fama na França.

Um colóquio internacional reuniu nesta semana em São Paulo pesquisadores do Brasil e de diversos países em torno da obra do escritor, que se dedicou a uma grande variedade de disciplinas, como teoria e crítica literária, linguística, fotografia e teatro.

"Barthes foi sem dúvida um dos maiores teóricos e críticos literários do século 20", diz Evando Nascimento, professor de literatura na Universidade Federal de Juiz de Fora. Ele explica que Barthes mudou o ofício ao forjar uma crítica inventiva num momento em que o modelo vigente era o comentário explicativo.

"Barthes inaugurou um tipo de pensamento que não passa necessariamente pela criação de conceitos, mas que faz o leitor pensar e o leva à ação", diz a professora de literatura francesa da USP Claudia Pino, organizadora do colóquio e autora do recém-lançado "Roland Barthes: A Aventura do Romance" (7Letras).

O livro trata do projeto que Barthes deixou inacabado e ao qual ele dedicou seus últimos anos, o romance "Vita Nova", escrito sob a égide de Proust, Dante e Tolstói. Para ela, a inovação de Barthes está "na forma entre ensaio e escritura poética, e que é uma reflexão sobre a literatura".

Na opinião de Laura Taddei Brandini, professora de literatura francesa e teoria da tradução da Universidade Estadual de Londrina, que pesquisa a recepção de Barthes no Brasil, sua característica mais marcante e que permanece é a de ser um libertário.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161