Titulo Autor      


  noticias


terça-feira, 7 de junho de 2016

Seres fantásticos dos trópicos

Em "Contos de Duendes e Folhas Secas", Sérgio Medeiros narra histórias de gnomos tipicamente brasileiros

Você pode achar que todo duende é parecido. Tem um palmo de altura, barba e cabelos brancos. Usa botas nos pés e touca na cabeça. Vive nas florestas se escondendo dos seres humanos.

Mas existe outro tipo de duende. Possui um palmo de altura, mas não usa botas nos pés, sempre anda descalço. No lugar da touca, usa um frondoso cocar de penas de papagaio na cabeça. E não se esconde dos humanos.

São os chamados duendes coroados. São originários de uma região situada entre o Brasil e o Paraguai, mas podem ser visto perambulando por todos os lugares.

O poeta mato-grossense Sérgio Medeiros manteve contato com os duendes coroados durante décadas e relata suas histórias em "Contos de Duendes e Folhas Secas", livro infantojuvenil lançado pela editora Iluminuras com ilustrações de Fê.

Tudo começa quando o narrador, numa viagem de fusca, é impelido a dar carona a centenas de duendes. Viajando todos apertadinhos no banco traseiro do carro, os pequenos seres fantásticos ganham o mundo.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161