Titulo Autor      


  noticias


segunda-feira, 8 de maio de 2017

Escritor argentino se inspira em Borges e renascentistas para romance

'Anatomia da Melancolia', de Carlos Daniel Aletto, conta a busca de um médico medieval pela bílis negra

No conto O Imortal, Jorge Luis Borges declara que há algo de falso nesse relato da vida de um homem eterno, e mostra que, para narrar sua aventura, só sobraram “palavras deslocadas e mutiladas, palavras de outros”. Num segundo conto fantástico, O Aleph, o mestre argentino narra a experiência mística de um mortal que pôde ver cada coisa do universo de todos os pontos de vista, experiência que, supõe-se, o protagonista do outro conto também poderia ter, durante sua perambulação interminável pela Terra. Se algum escritor contemporâneo reunisse esses dois contos clássicos sobre a vida de dois personagens que se completam um ao outro, um eterno e o outro efêmero, o que conseguiria produzir em termos de ficção? A resposta a essa questão está, a meu ver, no breve romance Anatomia da Melancolia, do escritor argentino Carlos Daniel Aletto, nascido em 1967 e atento leitor de Borges, que forneceu, aliás, a epígrafe do livro.

Ambientado no Renascimento e recheado de personagens históricos como Hieronymus Bosch e Felipe II de Espanha, seu início é tipicamente borgiano, pois descreve, como em tantos poemas e contos do seu predecessor, a descoberta casual de um manuscrito: “Havia solicitado um microfilme de um fólio renascentista e, ao ver a primeira imagem, percebi que não era a capa da obra que eu procurava, e sim um escrito atribuído ao anatomista Andrés Vesalio”. Escrito em 1615, a Anatomia da Melancolia, descoberta na Bibliothèque Nationale de France, antecede em seis anos a célebre obra The Anatomy of Melancholy, de Robert Burton.

Ambos os autores reconhecem que se dedicaram ao estudo da ação da bílis negra sobre o espírito porque eles mesmos sofriam de melancolia e desejavam livrar-se dela... Assim como no conto O Imortal, em que se misturam os acontecimentos de duas vidas diferentes, também no romance de Aletto lemos, de forma alternada, as aventuras do médico Andrés Vesalio, condenado à fogueira por haver dissecado um homem vivo, e a peregrinação mística de um cavaleiro e poeta.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161