Titulo Autor      


  noticias


sábado, 13 de maio de 2017

Samuel Beckett é comparado a Allan Poe, Dostoievski e Saramago

Livro de Cláudia Maria de Vasconcellos explora tema do Doppelgänger na obra do autor irlandês

Dirce Waltrick do Amarante*, Colaboração para o Estado
13 Maio 2017 | 16h00

Samuel Beckett e Seus Duplos: Espelhos, Abismos e Outras Vertigens Literárias, de Cláudia Maria de Vasconcellos, discute aspectos estéticos não só da obra do escritor irlandês, mas também da produção de outros artistas considerados por ela duplos do autor de Esperando Godot. Entre esses duplos estão Poe, Dostoievski, Pirandello, Escher, Saramago, Perec etc.

Portanto, o livro de Vasconcellos é como uma sala espelhada que, segundo Walter Benjamin, “aumenta os espaços de maneira fabulosa e dificulta a orientação”. Seu livro propõe um cruzamento de relações literárias bastante extenso, reunindo autores aparentemente heterogêneos e de épocas diferentes num vasto panorama difícil de ser resumido.

Uma das epígrafes escolhidas pela autora dá a ideia da aproximação ou do diálogo que ela cria entre Beckett e esses artistas: “‘E se a gente se enforcasse?’, Samuel Beckett, Esperando Godot; ‘Nós queremos viver’, Luigi Pirandello, Seis Personagens à Procura de um Autor.”



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161