Titulo Autor      


  noticias


sábado, 22 de agosto de 2009

A arte de ler e observar

Escritor Raimundo Carrero lança hoje, na Livraria Cultura, um guia para quem se interessa pela criação literáriaThiago Corrêathiagocorrea.pe@diariosassociados.com.brQuem vem acompanhando os debates do Festival Recifense de Literatura - A letra e a voz já pôde perceber que escrever é um trabalho como todos os outros, exige dedicação, esforço e persistência. Para referendar essa ideia e mostrar às dezenas de novos escritores o equívoco de se limitar aos devaneios da inspiração, o evento inseriu na programação oficial de hoje o lançamento do livro A preparação do escritor (Iluminuras), do pernambucano Raimundo Carrero. O título será lançado às 19h30, na Livraria Cultura.Fruto de suas observações à frente das oficinas de criação, A preparação do escritor reúne uma série de aulas criadas por Carrero para o site Portal Literal (www.portalliteral.com.br). O escritor manteve a divisão de capítulos por aula, dividindo-os por tópicos que discutem em minúcias os diversos aspectos da criação. "Achei que deveria manter esse formato, sobretudo pelos exercícios no fim dos capítulos. É mais didático assim, facilita o aprendizado",explica o autor de Sombra severa.O livro serve como sequência de Os segredos da ficção (Agir, 2005), onde Carrero começou a compartilhar seus conhecimentos de oficina para além de seus alunos. "Em Os segredos da ficção, eu trabalhava com a técnica em geral. Neste livro, vou mais fundo, detalho as ideias, trabalho a montagem do texto de acordo com a psicologia das personagens", compara o escritor.A preparação do escritor discute desde questionamentos aparentemente óbvios, como as diferenças entre autor e narrador, ao papel dos cenários nas narrativas. Estudioso das técnicas do romance, Carrero defende que os cenários podem ser trabalhados como um instrumento para transmitir o tempo psicológico das personagens e mesmo ofuscar suas ações, num processo de sedução do leitor.As técnicas discutidas por Carrero são exemplificadas por trechos de obras importantes, que ajudaram a sofisticar a literatura. No rol de análise do livros estão autores significativos como Clarice Lispector, Fernando Sabino. Machado de Assis e Gustave Flaubert. Mas apesar de tantas referências de gabarito, o escritor faz questão de colocar os pés no chão e desfazer quaisquer atribuições de auto-ajuda ao seu livro. "É preciso ter intuição, sensibilidade para escrever, algo que se adquire lendo, observando. A oficina serve como um auxiliar de intuição, ela mostra os caminhos da criação já catalogados", pondera ele.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161