Titulo Autor      


  noticias


segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Livro da filósofa Simone Weil que pede fim dos partidos chega ao Brasil

Em tempos de eleição, o texto de 1943 parece constatar problemas da democracia brasileira

Simone WeilM afirma, sem meias palavras: os partidos políticos devem ser suprimidos. Com eles extintos, um país poderia enfim se dedicar a buscar “o bem, a justiça e a verdade”, sem se preocupar com o jogo de poder que envolve o funcionamento das siglas. Classificadas pela autora como “máquinas de moer carne” que confundem os meios com os fins, os partidos agiriam de modo análogo à fé religiosa, por meio da dominação da mente das pessoas.

Relançado pela Editora Iluminuras, o texto Sobre a Supressão Geral dos Partidos Políticos, escrito em 1943 pela escritora francesa e publicado em 1950, capta bem o sentimento de uma geração que viu no nazismo e no comunismo soviético a ascensão do totalitarismo. No Brasil de hoje, ler Simone Weil é se questionar o tempo todo se a demonização dos partidos, feita por ela de maneira filosoficamente embasada, é de fato a solução.

Um termo usado por Weil é essencial para entender sua visão de partido político: paixão coletiva. As siglas seriam especialistas em despertar paixões que comandariam o modo de pensar — e votar — das pessoas. Submetidas a uma ideia de que a única forma de progresso está na adesão à ideologia partidária, elas romperiam assim com a verdade, a justiça e a utilidade pública, consideradas aqui o oposto do que os partidos representam.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161