Titulo Autor      


  noticias


quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Com Ó, Nuno Ramos vence o Prêmio Portugal Telecom de Literatura

SÃO PAULO - "Ó" (Iluminuras) do escritor Nuno Ramos, foi o vencedor da sétima edição do Prêmio Portugal Telecom de Literatura. Em segundo lugar ficou "Acenos e afagos" (Record), de João Gilberto Noll. "A arte de produzir efeito sem causa" (Cia das Letras), de Lourenço Mutarelli, ficou com o terceiro lugar. O anúncio dos vencedores aconteceu na noite desta terça-feira, na Casa Fasano, em São Paulo. O prêmio foi disputado por dez finalistas, dentre os quais estavam autores como o português António Lobo Antunes e o brasileiro Silviano Santiago."Ó" é uma obra inclassificável. Não é um livro de ensaios, de contos, crônicas ou aforismos. Seu autor, o paulista Nuno Ramos, também é difícil de rotular. Tem uma carreira consagrada como artista plástico, já publicou quatro livros e dirigiu três curtas-metragens. Funciono por hibridismo em tudo o que faço como artista plástico ou escritor. Em "Ó" o passo inicial era o ensaio. Mas a incapacidade de ficar em um gênero só cria uma certa estranheza, uma incompatibilidade que são interessantes - diz o autor, que recebeu um prêmio de R$ 100 mil pela obra. O gaúcho João Gilberto Noll não compareceu à cerimônia. Sua editora, Luciana Villas-Boas, foi representá-lo e receber o prêmio de R$ 30 mil pelo segundo lugar para "Acenos e afagos". Noll não quis ir à premiação por causa da ansiedade e do temor de se comportar mal. Seu romance premiado é uma epópeia dos sentidos, comandada pela fúria do corpo. É a história de um homem que abandona uma vida monótona para buscar sua verdadeira identidade e suas paixões. "A arte de produzir efeito sem causa" mostra a relação entre pai e filho em uma realidade que se distorce. Lourenço Mutarelli conta a história de Júnior, um homem que aos 43 anos é obrigado a voltar para a casa do pai depois de abandonar o emprego e o casamento. Ali, se vê arrastado por um vazio existencial que o leva a transitar entre a sanidade e a loucura. A obra conquistou o terceiro lugar e o prêmio de R$ 15 mil. Questionado sobre a forma com que costuma retratar a família em suas obras, Mutarelli respondeu:Venho de uma família complicada, mas queria fazer uma ressalva: minha mulher é um anjo. Tenho certeza de que quase 80% de tudo que crio vem das minhas impressões de infância.



EDITORA ILUMINURAS - LTDA
Rua Inácio Pereira da Rocha, 389 Cep: 05432-011 - São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 3031-6161