Carrinho

Seu carrinho está vazio.

VIAGEM TERRÍVEL

ROBERTO ARLT

  • R$ 42,00
  • R$ 31,50

Produto esgotado

Com Arlt, de alguma maneira, estamos sempre no limite. Sentimos sempre que seria indiferente dizer algo novo ou o trivial sobre ele. Mas com a condição de que essa indiferença seja também ameaçadora, angustiante e final.

Horacio Gonzalez

Poucas vezes o leitor tem oportunidade de comparar as diferentes versões de um mesmo texto literário, usual privilégio de especialistas. Esta edição de Viagem terrível, no entanto, brinda-nos com três variantes, uma delas aliás, transcrita à mão pela tradutora, na Biblioteca do Museu da Cidade de Buenos Aires, dada a raridade de Proibido ser adivinho neste barco, de 1939. A mais antiga delas, S.O.S.! Longitude 145°30'. Latitude 29°15', foi escrita dois anos antes e, finalmente, Viagem terrível, em 1941. Pela primeira vez, Os três relatos são reunidos em um mesmo livro. O volume traz, ainda, O traje do fantasma, de 1930, onde o narrador transita, inquieto, por diferentes lugares e vive um emaranhado de situações absurdas.

É Curioso ver como Roberto Arlt — que além de escritor era também correspondente de jornal e inventor de produtos revolucionários, como a patenteada meia feminina indestrutível  —concretiza, a partir de um mesmo tema, tão diferentes modos de escrever. O fato central da terrível viagem, um horrível acontecimento (nas palavras de um personagem, "Parece que fomos pegos pelo raio vetor de um rodamoinho de água de cem milhas de diâmetro") sustenta as três narrativas aparentadas, mas Elas vão do gênero mais condensado, o conto, a outro mais alargado, novela. Permanece, porém, a mesma reação atônita experimentada pelo leitor, igualmente tragado pelo poderoso raio vetor do rodamoinho que entrelaça os personagens em um mesmo destino aterrador.

A narração de Arlt é saborosíssima. Lê-la é aceitar o convite de viajar pelos confins do mundo ou mesmo pela Buenos Aires do começo do século, convivendo com todo tipo de gente, mas principalmente com tipos de baixa extração social, personagens da rua que falam como escreve o autor. Não é à toa que os puristas argentinos trataram de menosprezar sua obra, por considerá-la mal escrita. Mais recentemente, porém, Arlt é motivo de novas edições, biografias e homenagens, como a prestada por Ricardo Piglia, grande admirador, em Nome falso, de 1975, que esta mesma Iluminuras publicou em 1988.

Aceite, pois, caro leitor, este convite para embarcar em águas revoltas da literatura argentina, mas saiba, antes, que o próprio autor deixou registrado que o sentido da curiosidade algum dia me arrastara para minha definitiva perdição.

Teresa Cristófani Barreto

 

Autor(a) Roberto ARLT
Tradutor(a) Maria Paula Gurgel Ribeiro
Nº de páginas 128
ISBN 978-85-7321-111-5
Formato 14x21 cm

Avaliações (0 comentários)

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
   Ruim           Bom

Produtos relacionados

Roberto Arlt Maria Paula Gurgel Ribeiro Lit. Estrangeira
  • R$ 31,50
Em até 3x sem juros
Comprar
Iluminuras © 2022 - CNPJ 58.122.318/0001-25