Carrinho

Seu carrinho está vazio.

CONTRA NATURA

OSCAR CESAROTTO

  • R$ 53,00

*LIVRO VENDIDO NO ESTADO.
O livro pode conter pequenas manchas em função da ação do tempo.

Não será permitida troca do livro, exceto em caso de defeitos gráficos.


Os ensaios que compõem este livro tratam dos mais diversos assuntos: cinema, arte moderna, sexo, linguagem, clinica analítica... O que esses temas têm em comum que justifique um título genérico para todos?

 A antropologia surreal pode ser definida como um discurso que pretende dar conta das manifestações do engenho humano, exatamente ali onde o inconsciente mete o bedelho, em alto e bom tom, para além do sensato, do sensível e do sentido.

Contra cultura ou contra natura? Pegue um e leve os dois. Quem petisca, sempre arrisca.

Oscar Cesarotto é psicanalista, e da para perceber isso em cada um dos seus comentários. Mais, ainda: um analista singular, sempre atento às manifestações da cultura. Não a cultura solene, cadaverizada, exclusiva dos âmbitos acadêmicos, senão aquela outra, que irrompe todos Os dias, no café da manhã, desde as páginas do jornal. Uma cultura viva, surpreendente, muitas vezes beirando o absurdo, capaz de nos acordar dos torpores do cotidiano. Interessado em arte moderna, seu olhar não é o do crítico ou do entendido, e muito menos o do amador. É, antes de mais nada, o olhar da testemunha, de quem se espanta por tudo aquilo que esgarça o semblante da sensatez. O exagero, o despropósito, o ridículo, ou apenas o detalhe, como é o caso paradigmático da possível localização do zíper das calças Lévi’s.

Tudo isso faz dele um analista com humor. Sua inteligência não deixa escapar a homofonia onde a marca dos jeans ecoa o nome do famoso etnólogo Lévi-Strauss. O equivoco vira chiste, e o mal entendido é o rumo que escolhe para falar com absoluta seriedade. Porque, mesmo não sendo um intelectual de terno e gravata, tampouco duvida em usá-los, se for necessário.

Este livro, que compila 18 artigos, e abarca uma extensão temporal de mais de vinte anos, é também o caminho que acompanha a trilha de um desejo cuja picardia não oculta o rigor de sua dedicação. Há, nestes traços de engenhosidade, nessas observações apresentadas quase aleatoriamente, bastante trabalho, muita leitura, suficiente esforço, e uma certa abnegação.

Seria Cesarotto um psicanalista irreverente? Ocorre que sua própria curiosidade faz dele um analista ímpar, que não abre mão da criatividade nem renuncia à originalidade, e isso o desestimula a ficar repetindo dogmas e jargões.

Seu olhar jocoso, entretanto, atravessa as manifestações da realidade, e faz isso com solvência: sexo, cinema, clínica, metapsicologia, morte... E assim Como homenageia seu mentor e xará Oscar Masotta, não esquece dos seus amigos perdidos, além de abordar questões grotescas, tanto estéticas quanto teóricas. O melhor exemplo é o texto que trata daquele artista plástico que alucinou um aparelho de ginástica para alongar o membro viril (60 cm?), trocando o gozo imaginário da prestância fálica em detrimento do gozo real.

Cesarotto encara a psicanálise Com a mesma desenvoltura com que encara a vida. Na leveza que evidencia em relação ao superego, como deixar de reconhecer um verdadeiro ensino magistral?

Mario Pujó

Autor(a) Oscar Cesarotto
Nº de páginas 192
ISBN 85-7321-110-5
Formato 14x21cm

Autores

OSCAR CESAROTTO

Avaliações (0 comentários)

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
   Ruim           Bom

Produtos relacionados

Oscar Cesarotto coleção leituras psicanalíticas
  • R$ 53,00
Em até 3x sem juros
Comprar
Iluminuras © 2021 - CNPJ 58.122.318/0001-25