Carrinho

Seu carrinho está vazio.

EXÍLIO

TONI NEGRI

  • R$ 36,00

Produto esgotado

  Quando um pensador da estatura de Toni Negri se põe a diagnosticar a atualidade, é preciso ficar atento. Deste filósofo, militante incansável, não ouviremos lamúrias pusilânimes sobre o estado terminal de nossas sociedades, nem uma condenação simplista do mundo contemporâneo. Sua escrita impiedosa e afetiva, a um só tempo analítica e inventiva, nos faz descortinar aquilo que está em jogo nessa passagem para o pós- moderno. Como habitar essa transição e suas incertezas? Contra o niilismo dominante, Negri retoma suas fontes de inspiração maiores: o pensamento de Espinosa e as análises de Marx, as contribuições de Foucault e a radicalidade de Deleuze, o espirito de 68. Mas também todas as lições extraídas das lutas do operariado no século XX. Ao lado de Guattari, Negri sempre acompanhou de perto as mutações ocorridas nas condições de produção das últimas décadas. Que sentido atribuir-lhes? Que consequências acarretaram, não só nas formas de luta coletiva e nas utopias políticas, mas também na sensibilidade de todo dia, na percepção cotidiana, no papel da inteligência no trabalho, na relação entre valor e afeto?

Se esse conjunto de mudanças recentes, aliado à onda neoliberal que varreu o planeta, parece desarmado o pensamento politico, tornando caducas algumas de suas categorias mais tradicionais, para Negri, ao contrário, esta é a ocasião para reinventá-lo (dai sua ideia original de "biopolítica"). A situação contemporânea, por mais sombria que pareça, é para ele povoada por inúmeros processos de abertura coletiva, de criação subjetiva, de invenção social, seja através das novas formas de trabalho, intelectual, afetivo, feminino, seja por meio das atuais redes de conexão e informação, das novas modalidades de resistência politica, da consciência cada vez maior sobre o meio ambiente e a vida.

Exílio — acrescido nesta  edição brasileira do ensaio "Valor e afeto" — é um livro feito de tais incursões históricas, afetivas, tecnológicas, filosóficas. Nesse texto se mesclam reflexões sobre a biopolítica e a militância, o feminino e o Império globalizado, a mestiçagem e as migrações. Mas também sobre a prisão e a liberdade, a velhice e a morte, o trabalho e a solidão. Através desse mosaico, misto de depoimento pessoal, análise de conjuntura, balanço histórico, o leitor tem acesso a um dos mais agudos e comoventes manifestos políticos de nossa atualidade. Para além do fôlego teórico e da combatividade ética que o caracterizam, Negri revela aqui a condição estratégica inevitável para um pensamento politico contemporâneo: posicionar-se de partida no interior da multidão e de sua potência irradiadora.

 

Autor(a) Toni Negri
Nº de páginas 96
ISBN 85-7321-149-0
Formato 14x21 cm

Autores

TONI NEGRI

Avaliações (0 comentários)

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
   Ruim           Bom
Toni Negri Políticas de Imanência Filosofia
  • R$ 36,00
Em até 3x sem juros
Comprar
Iluminuras © 2021 - CNPJ 58.122.318/0001-25