Carrinho

Seu carrinho está vazio.

PAPEIS DE PICASSO, OS

ROSALIND E. KRAUSS

  • R$ 56,00

Profundamente iluminador é este Os papeis de Picasso, de Rosalind Krauss, bem como sua metodologia plausível, que se ocupa da arte e da vida como se se tratassem de um todo complexo. Em escritos mais recentes sobre Picasso, a arte se tornou um epifenômeno da vida do artista; mas a verdadeira causa é mais intrincada, e a decisão de abordá-la por meio das colagens iniciais é brilhante.

Arthur C. Danto

Rosalind Krauss é única. É raro deparar uma mente a um só tempo fascinante e penetrante como a sua, ou a estética tão radical quanto pura que ela desenvolve, ou mesmo uma sensibilidade tão cheia de nuanças quanto moral, ou, a propósito disso, uma prosa tão satisfatória quanto a erudição e os modelos que a fundamentam. Este livro é uma prova elegante de que nas mãos certas a obra de um artista ainda é, e sempre será, sua biografia mais fascinante.

Jane Kramer

Fique ao lado de Rosalind Kraus diante de uma colagem de Picasso há muito familiar, e, à medida que ela lhe concede os olhos dela, a obra se torna visível de um modo renovado. Tom Hess disse que são necessários anos para se olhar um quadro, e, desse ângulo, a inteligência de Krauss nos é necessária para que façamos um uso mais proveitoso desses anos.

Leo Steinberg

Será que Picasso foi um Midas moderno que não só transformou o lixo da vida cotidiana no ouro da colagem cubista, mas também conferiu um novo valor à obra dos Antigos Mestres?, ou será que foi um falsificador monstruoso, em ataque impiedoso ao estilo dos outros? Em Os papeis de Picasso, Rosalind Krauss, uma das mais proeminentes teóricas da arte moderna, sugere que a razão pela qual ainda fazemos essas perguntas é que o próprio modernismo é uma sala de espelhos em que “falso” e “genuíno” são dois aspectos da mesma condição.

Ao revelar a colagem de Picasso como um jogo vertiginoso de vozes, Os papeis de Picasso mostram que nenhuma voz é de fato “autêntica”, nenhuma única voz é sancionada pelo seu autor. O pastiche que Picasso faz de outros artistas é posto em foco de maneira brilhante é a fraqueza “sublimada” do próprio cubismo remodelado no estilo brilhante e ordenado do neoclassicismo: uma defesa que a sua própria forma de praticar o proibido.

Rosalind E. Krauss é professora de história da arte na Universidade de Columbia, e é autora de The Optical Unconscious (1993), The originality of the Avant-garde (1985), e de Passages in Moderns Sculpture (1977). Co-fundadora e editora do jornal October, ela vive na cidade de Nova York.

Autor(a) Rosalind E. Krauss
Tradutor(a) Cristina Cupertino
Nº de páginas 248
ISBN 85-7321-193-8
Formato 16x23 cm

Avaliações (0 comentários)

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
   Ruim           Bom
Estética Comunicação Semiótica Artes Plasticas
  • R$ 56,00
Em até 3x sem juros
Comprar
Iluminuras © 2021 - CNPJ 58.122.318/0001-25